Tradutor, selecione o idioma:

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

O exemplo do sol

por Elben César
[O sol] sai de uma extremidade dos céus e faz o seu trajeto até a outra. (Sl 19.6.)

Temos o exemplo de Abraão, que saiu de sua terra para uma terra que Deus lhe mostraria (Hb 11.8). Temos o exemplo de José, que não se deitou com a mulher de Potifar (Gn 39.10). Temos o exemplo de Moisés, que preferiu “ser maltratado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo” (Hb 11.25).

Temos o exemplo de Davi, que poupou duas vezes a vida de Saul (1Sm 24.6). Temos o exemplo de muitos outros servos de Deus na história do povo de Israel e na história da igreja primitiva. Temos o melhor exemplo de todos — o exemplo de Jesus. E o salmista nos apresenta um exemplo inusitado — o exemplo do sol (Sl 19.5,6):

O sol “sai de seu aposento” — não fica na cama, não fica em casa, não fica trancado dentro de quatro paredes. O sol “se lança em sua carreira” — põe-se em pé, sai de casa, põe a mão no arado, inicia sua jornada, começa a semear.

O sol “se lança em sua carreira com a alegria de um herói — com alegria e não com resmungo, com disposição e não com má vontade, com entusiasmo e não com mórbida apatia.

O sol “sai de uma extremidade dos céus e faz o seu trajeto até a outra” — começa e termina, não pára no meio do caminho, não tira a mão do arado, não se distrai com qualquer coisa. “Nada escapa ao seu calor” — ele cumpre a sua missão por inteiro: derrete o gelo, acaba com o frio, aquece a terra e os que nela habitam.

Então o sol volta para a sua tenda, para a sua cama, dorme a noite inteira, descansa e, no dia seguinte, começa tudo de novo, sempre com alegria, e com sucesso absoluto, dia após dia. É assim que o sol se realiza.

Este é o singelo recado dos versos 5 e 6 do Salmo 19. 

(Editora Ultimato)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...