Tradutor, selecione o idioma:

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Nossa própria ressurreição está conectada com a ressurreição de Jesus!


O americano Josh McDowell consumiu mais de mil horas de estudo para chegar à conclusão de que a ressurreição de Jesus é o fato mais notável da história. Poderia ser o contrário, “um dos embustes mais perversos, maldosos e insensíveis já impingidos à mente humana”.

Depois de ressuscitado, Jesus foi visto
__por Maria Madalena (Jo 20.14), 
__pelos dois discípulos a caminho de Emaús (Lc 24.31), 
__por Pedro (Lc 24.34, 1 Co 15.5),
__pelos apóstolos (Mc 16.14), 
__por mais de quinhentas pessoas de uma só vez (1 Co 15.6),
__por Tiago (1 Co 15.7) e 
__por Paulo (1 Co 15.8).

De todas as aparições, uma das mais notáveis e convincentes foi aquela em que Jesus se mostrou coletivamente a mais de quinhentos irmãos. Quando Paulo escreveu a Primeira Carta aos Coríntios, em torno do ano 55 d.C., a maioria desses irmãos ainda vivia e poderia dar seu testemunho em favor da ressurreição do Senhor (1 Co 15.6).

Se Cristo não ressuscitou, explica Paulo, “não temos nada para anunciar, e vocês não têm nada para crer” (1 Co 15.14, BLH). Seria o desmoronamento de todo o edifício cristão, o maior escândalo de todos os tempos. Já que Ele de fato ressuscitou, acontece exatamente o contrário: “Temos tudo para anunciar e vocês têm tudo para crer”. E uma das mensagens anunciadas na qual devemos crer é a que diz respeito à nossa própria ressurreição. Ela está conectada com a ressurreição de Jesus.

Em Jesus você pode confiar!


fonte: Ultimato-edição 269-Março-Abril 2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...