Tradutor, selecione o idioma:

sábado, 30 de agosto de 2014

Enquanto há tempo...

Pensamento Bíblico: “. . . E Fortalecem as Mãos dos Malfeitores” (Jeremias 23:14). 

Jeremias não foi o único pregador em Judá na sua geração. Houve muitos que negaram sua mensagem sobre a destruição da nação ímpia, que estava para acontecer. Eles prediziam a paz, assegurando aos perversos que Deus estava satisfeito com a conduta deles. Tal pregação deu ao povo uma falsa segurança e apressou sua condenação. Precisamos aprender esta lição em nossa geração!

Ação: Conte aos outros a verdade enquanto há tempo para se arrepender.

__________ de 'Andando-na-verdade/estudosdabiblia'




quarta-feira, 27 de agosto de 2014

O VELHO NÃO PRESTA!

Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha; doutra sorte o mesmo remendo novo rompe o velho, e a rotura fica maior. E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos  (Marcos 2:21-22).

A roupa velha é a que adquirimos por termos nascidos filhos de Adão, descrita da seguinte maneira em Isaías 64:6: "Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia". Será que alguém usaria um tecido novo e caro para consertar andrajos? A roupa nova nos lembra das vestes de justiça que são dadas a todos os que recebem o Senhor Jesus como Salvador.

Será que o Senhor Jesus veio somente com o objetivo de remendar nossa miserável condição de desobediência à Palavra de Deus? Alguns pensam que o cristianismo é uma religião para tentar melhorar a condição pecadora do ser humano. 

Primeiro, o cristianismo não é uma religião, é um relacionamento; segundo, Cristo não veio para aperfeiçoar a "carne", ou seja, nossa roupa velha, mas para matá-la! "Os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências" (Gálatas 5:24).

Da mesma maneira, não se coloca vinho novo em odres velhos, desgastados. O vinho novo fala sobre a indescritível alegria de conhecer a Cristo. Os odres remetem obviamente aos recipientes do vinho. Odres velhos simbolizam pessoas que se tornaram endurecidas pelo amor ao pecado. Elas estão imprestáveis e são incapazes de conter qualquer vestígio da vida de Deus. 

A maioria dos "odres velhos" é composta de religiosos! O maravilhoso vinho da alegria em Cristo obrigatoriamente tem de ser colocado em novos recipientes, nascidos do Espírito Santo.

Nascer de Deus nos torna vasos novos, com vestes novas e cheios de vinho novo (João 3)! Nada neste mundo se pode comparar a isso!

__________ de "Encontre a paz"/Chamada

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Alegria na Tristeza

O discípulo está disposto a imitar o seu mestre. Quando Pedro escreveu sua primeira carta aos irmãos no primeiro século, instruiu os servos a serem submissos aos seus senhores. Escrevendo a irmãos que evidente-mente passavam por sofrimentos diversos (1 Pedro 5:9), pediu para que observassem o sofrimento do Senhor como exemplo:

“...porque isto é grato, que alguém suporte tristezas, sofrendo injustamente, por motivo de sua consciência para com Deus. Pois que glória há, se, pecando e sendo esbofeteados por isso, o suportais com paciência? Se, entretanto, quando praticais o bem, sois igualmente afligidos e o suportais com paciência, isto é grato a Deus. Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos...” (1 Pedro 2:19-21).

Muitas vezes gostamos de focar nas coisas boas, nas glórias e benefícios que o serviço do Senhor nos proporciona. Realmente devemos nos alegrar em servir ao Senhor, mas esta alegria deve ser independente das circunstâncias que enfrentamos (Filipenses 4:11-13). Seguir os passos do nosso Senhor é estar disposto a receber injustiça por fazer o que é bom e correto. Isto deve ser motivo de alegria. (Mateus 5:10-12)

Jesus nos ensinou que segui-lo não seria fácil. (Marcos 8:34; Lucas 14:25-33). Mas, muitas vezes lamentamos tanto as dificuldades da vida cristã que até esquecemos o quanto somos abençoados pela salvação que temos recebido da parte de Deus em Cristo Jesus, mais do que qualquer servo do Senhor na antiguidade já recebeu. (1 Pedro 1:10-12)

Devemos encarar as dificuldades, as injustiças e as tristezas como provações necessárias para fortalecer nossa fé (1 Pedro 1:6-9). Confortados que o Senhor não nos dará uma carga que não podemos suportar, mas nos fortalecerá cada vez que conseguimos (1 Coríntios 10:13).

Paulo, por causa do serviço ao Senhor, se encontrava preso quando escreveu aos filipenses (Filipenses 1:12-14). Imaginamos alguém preso pedindo consolo pela sua situação. Mas, foi nestas circunstâncias que escreveu aos irmãos em Filipos dizendo: “...alegrai-vos no Senhor...” (Filipenses 3:1).

O que vamos dizer de Pedro e dos demais apóstolos, que foram presos e açoitados, mas que regozijaram-se “...por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome” (Atos 5:41)?

Quando olhamos para os sofrimentos que o nosso Senhor passou injustamente, devemos estar cientes do que podemos enfrentar, prontos para sermos injustiçados pelos homens (João 6:18-20), por amor ao Senhor, assim como ele fez por nós (1 Pedro 2:24-25; Romanos 5:7-8).

Estejamos dispostos a ser verdadeiramente seus imitadores, e assim, tenhamos alegria no seu serviço.

–por Alessandro B. F. da Costa


sábado, 23 de agosto de 2014

O tempo é curto e a causa do Rei tem pressa!

"...Remindo o tempo." Efésios 5.16

Sempre devemos nos lembrar de que o tempo é uma preciosa dádiva de Deus. Ele nos deu o tempo para que o usemos, e o usemos bem. Em outras palavras: Ele nos deu o tempo para que transformemos os minutos, horas e dias em valores eternos. 

Se não fizermos isso e perdermos nosso tempo precioso, estaremos desprezando uma grande dádiva de Deus.

Devemos nos conscientizar de que o tempo perdido não volta nunca mais. Cada minuto que passa se foi definitivamente; ele não voltará mais nem em toda a eternidade! Por meio do tempo que nos foi dado, temos a possibilidade de trabalhar para Deus. Pois todos os filhos de Deus são Seus colaboradores, cada um no lugar em que Deus o colocou.

Nenhuma pessoa sobre a terra transformou tanto o tempo em valores eternos como nosso Senhor Jesus. João diz no Evangelho: "Há, porém, ainda muitas outras cousas que Jesus fez. Se todas elas fossem relatadas uma por uma, creio eu que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos". 

O tempo é curto e a causa do Rei tem pressa! Por isso seja fiel na administração e no uso da quantia limitada de tempo que lhe foi confiada. Então um dia você ouvirá: "Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor."

_______________ por Wim Malgo


Pense e aja como Cristo Jesus


Nunca abandone sua fé e sua esperança


DECEPÇÃO? Olhe para Jesus


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

DEUS nos exorta a resistir o engano do diabo e segurar a verdade

Os nossos corações estão sendo atacados por todos os lados. Não há uma única dimensão do nosso pensamento em que não somos desafiados pelo mal e enfrentados com escolhas cruciais.

No nosso intelecto, a escolha é entre a verdade e o engano. Nos nossos carinhos, temos que decidir entre o amor e o ódio. Na nossa vontade, as únicas alternativas são a nossa obediência a Deus ou não. A não ser que determinamos não deixar acontecer, ter os pensamentos errados, e até o coração errado, fará com que sejamos vencidos em cada uma destas coisas e apagará todas as coisas boas para o qual fomos criados para aproveitar.

Estas verdades nos deixam mais sérios, certamente. Temos uma necessidade óbvia por humildade e vigilância em tudo que tem a ver com o nosso bem-estar espiritual. Mas também é possível que tenhamos coragem e esperança. Esforçando-se a fortalecer a coragem de seu jovem amigo Timóteo, Paulo escreveu: “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação” (2 Timóteo 1:7).

Nós estamos enrolados numa luta cósmica, mas o Criador deste cosmos é muito maior em força e sabedoria do que todas as forças do mal juntas. O Rei de direito reina de seu trono!

Sejamos lembrados deste fato: o diabo tem o poder somente de nos tentar, não o poder de nos obrigar. E Deus, que nos deu a liberdade de escolher, não irá nos obrigar. Ao invés disto, honrando a nossa liberdade, Ele nos exorta a resistir o engano do diabo e segurar a verdade.

Deus nos convida a encontrar nEle aquilo que é a vida real. O assunto básico é fácil de entender e perigoso de esquecer. Moisés capturou-o nas suas palavras históricas a Israel: “Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” (Deuteronômio 30:19).

O diabo luta com Deus, e o campo de batalha é o coração humano. (Feodor Dostoevski)

–por Gary Henry



segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A nossa armadura

Um filho de Deus está sujeito a grandes tentações. O silêncio dos cemitérios é um silêncio de morte. Mas onde há vida, há luta. Uma pessoa que sabe que ressuscitou com Cristo, que, portanto, é renascida, também sabe que é violentamente tentada por Satanás. 
Satanás manda adversários para difamar os cristãos por causa de sua fé e fazer com que tenham muito trabalho com as tendências naturais e com os instintos carnais. 
Um cristão nominal não precisa temer essas coisas, pois não representa um desafio para o reino de Satanás. Mas o verdadeiro filho de Deus sempre está na ofensiva em relação ao reino das trevas. 
A nossa armadura está descrita no livro de Efésios, capítulo 6. A pessoa que é renascida sabe: o Senhor a deixou aqui nesta terra a fim de anunciar o Evangelho libertador a outras almas que ainda estão presas ao inimigo. Sendo ativo o nosso sim a Jesus, o não do diabo em relação a nós também é ativo. 
Você já derramou lágrimas por causa das tentações interiores e exteriores? Isso é um bom sinal. O Senhor Jesus diz: "No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.".
Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e, sim, contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." Efésios 6.12
__________ por Wim Malgo

sábado, 2 de agosto de 2014

Renascido, chamo a sua atenção


Bem-aventurado o homem que suporta com perseverança a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam." Tiago 1.12

A oração é o serviço de guerra espiritual mais pesado na vida de um renascido. Preste atenção o quanto Satanás lhe tenta justamente na sua vida de oração, procurando por todos os meios afastar você dela. 

Isso acontece porque por meio da oração perseverante almas preciosas são arrancadas das garras dele. Por isso, chamo a sua atenção para um determinado tipo de adversário que Satanás usa para nos distrair: ele usa pessoas. Que tipo de pessoas são essas? Pessoas religiosas. 

Quando Jesus andava aqui na terra, não foram os pecadores perdidos os seus maiores inimigos. Pelo contrário, Jesus estava sempre rodeado por eles. Seus piores inimigos foram os religiosos. No fim, até O pregaram na cruz. Hoje em dia acontece o mesmo. 

O maior desprezo você encontrará nos cristãos sem Cristo. Gostaria de perguntar aos assim chamados cristãos: vocês sabem para onde estão indo? Vosso cristianismo acomodado agrada muito ao diabo. 

Se vocês não se converterem, quer dizer, se não ocorrer a verdadeira renovação do coração, um dia passarão a pertencer a Satanás, o inimigo das vossas almas, para todo o sempre. Levemos todos a sério o que diz Tiago: "Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus e ele se chegará a vós outros".
___________________por Wim Malgo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...