Tradutor, selecione o idioma:

quarta-feira, 28 de maio de 2014

A força das mulheres piedosas

Na criação, Deus reconheceu que não era bom o homem estar sozinho. Ele precisava de alguém para completá-lo e assegurar a bênção contínua da criação. Quando Deus trouxe a mulher para Adão, o fato da criação estar completa estava evidente. Pela criação da mulher, uma poderosa força de influência foi introduzida à humanidade.

A influência da mulher foi controlada pela necessidade de uma influência piedosa. A mulher piedosa é a que traz a essência da bondade, piedade e santidade para o mundo em sua volta. Paulo expressou este atributo em 1 Timóteo 2:10 – “porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas”). É evidente pelas suas ações que ela é o exemplo de mulheres piedosas.

[...]

Através do trabalho de mulheres piedosas que buscam se apresentar como mulheres santas de Deus no relacionamento de filha, esposa, mãe, avó e filha de Deus, o mundo pode se tornar um lugar melhor. Das mãos de mulheres piedosas podemos ver um poder de mudar o caminho da história.


“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.... muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas. Enganosa é a graça, e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” (Provérbios 31:10,29,30).  

por Kent E. Heaton Sr.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Obediência significa fazer a vontade de Deus

"...Embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas cousas que sofreu." Hebreus 5.8
Se quisermos obter vitória no dia-a-dia, precisamos estar dispostos a nos tornar obedientes. E isso deve proceder de uma decisão do fundo do coração. Se dou um sim sincero para o Senhor, se a qualquer preço faço o que Ele pede, Ele manifesta a Sua vontade através de mim. 

Olhemos para o Senhor Jesus: qual foi a base da Sua ilimitada vitória? Seu segredo foi a Sua obediência! Muitos não chegam à obediência prática porque ainda não se tornaram obedientes em seu coração. Devemos refletir muito bem diante do Senhor: quero fazer realmente, a qualquer preço, o que Deus quer? Assim, a vitória se seguirá à obediência. 

A obediência, portanto, é uma decisão interior que, depois, se manifesta exteriormente. O que o Senhor Jesus disse antes de subir à cruz, antes até de ter se tornado carne, estando ainda na eternidade? "Eis aqui estou... agrada-me fazer a tua vontade." 

A decisão por parte do Filho de Deus já havia sido tomada na eternidade, antes da fundação do mundo. Sua vinda a esta terra foi a execução da vontade de Deus. É importante que reconheçamos claramente o que significa obediência. Obediência significa fazer a vontade de Deus, só assim Ele pode operar através de nós ilimitadamente!

por Wim Malgo 

 

sexta-feira, 23 de maio de 2014

A NATUREZA TEM RAZÃO


"Quanto mais a ciência avança, mais razão damos à natureza." Essa era a frase de um informe publicitário. De fato, a consciência de preservação e de respeito às leis da natureza tem crescido bastante. 

Cientistas, políticos e associações procuram alertar a opinião pública e os organismos dos governos para que se oponham às muitas ações predatórias e destruidoras do meio-ambiente.

Mas não podemos nos deter neste ponto. 
Falar assim é reconhecer que a natureza tem em si mesma uma sabedoria que nos supera infinitamente. No entanto, a verdade é que ela contém todas as riquezas que o Criador lhe deu. 

Ela é a demonstração do que não se pode negar. Ele mesmo declara: "Porque a minha mão fez todas estas coisas, e assim todas elas foram feitas, diz o Senhor" (Isaías 66:2).

Dizer que a natureza tem razão e admirar "sua" insondável sabedoria sem reconhecer o Criador é divinizar a criação, fazendo o que os povos antigos faziam, e o que nossa sociedade atual faz sob uma multiplicidade de ídolos. É honrar e servir mais a criatura do que o Criador (Romanos 1:25).

O que impede tantas pessoas de se renderem a Jesus Cristo, a Seu eterno poder e divindade? Olhe ao seu redor e veja quantas obras desse Deus vivo e todo-poderoso! O que você está esperando para entregar seu coração e sua vida ao Senhor Jesus?

por 'BoaSemente/2014"

sábado, 17 de maio de 2014

O Nevoeiro Do Coração Partido


É um nevoeiro escuro que aprisiona furtivamente a alma e se recusa a ir embora. É uma neblina silenciosa que esconde o sol e chama as trevas. É uma nuvem pesada que não honra qualquer hora nem respeita quem quer que seja. Depressão, desânimo, desapontamento, dúvida... todos são companheiros desta presença temida.

O nevoeiro do coração partido desorienta a nossa vida. Ele torna difícil ver o caminho. Abaixe as suas luzes. Limpe o pára-brisa. Ande mais devagar. Faça o que quiser, nada ajuda. Quando este nevoeiro nos rodeia, nossa visão fica bloqueada e o amanhã está para sempre distante. Quando esta escuridão ondulada nos envolve, as palavras mais sinceras de ajuda e esperança não passam de frases vazias.


 [...]

"Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte". Hebreus 5:7

Que descrição! Jesus sofrendo. Jesus às portas do medo. Jesus não está revestido de santidade, mas de humanidade.

Da próxima vez que o nevoeiro o envolver, você faria bem em lembrar-se de Jesus no jardim. 

Da próxima vez em que pensar que ninguém compreende, releia o capítulo 14 de Marcos. Da próxima vez que a autopiedade o convencer de que ninguém se importa, vá visitar o Getsêmani. 
E da próxima vez em que ficar imaginando se Deus realmente percebe a dor que prevalece neste poeirento planeta, ouça-O suplicando entre as árvores retorcidas.

Este é o meu ponto. Ver Deus desse modo faz maravilhas em relação ao nosso próprio sofrimento. Deus jamais foi tão humano quanto nessa hora. Deus jamais esteve mais próximo de nós do que quando sofreu. A Encarnação jamais foi tão cumprida quanto no jardim.

Como resultado, o tempo passado no nevoeiro da dor poderia ser o maior dom de Deus. Poderia ser a hora em que finalmente vemos nosso Criador. E verdade que no sofrimento Deus se assemelha mais ao homem; talvez em nosso sofrimento possamos ver a Deus como nunca antes.

Da próxima vez em que você for chamado para sofrer, observe. Talvez esse seja o ponto mais próximo em que vai estar de Deus. Preste muita atenção. Pode muito bem ser que a mão que se estende para guiá-lo para fora do nevoeiro esteja traspassada. 


parte da mensagem de Max Lucado
(grifo meu) 

 

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Como podemos evangelizar nossa família, amigos, no trabalho e conhecidos?

Todo cristão tem sempre um membro da família, um amigo, um colega de trabalho ou conhecido que não é cristão. 

Compartilhar o Evangelho com os outros é sempre difícil. Compartilhar o Evangelho se torna ainda mais difícil quando isto envolve alguém bem próximo. 

A Bíblia nos diz que algumas pessoas se sentirão ofendidas com o Evangelho (Lucas 12:51-53). Causa ainda mais problemas o risco de ofender alguém com quem você tem contato freqüente. Entretanto, a ordem a nós dada foi para que compartilhemos o Evangelho: não há desculpas para não fazê-lo (Mateus 28:19-20; Atos 1:8; I Pedro 3:15).

Então, como podemos evangelizar os membros de nossa família, amigos, colegas de trabalho e conhecidos? 


A coisa mais importante que você pode fazer é orar por eles. Ore para que Deus mude seus corações e abra seus olhos (II Coríntios 4:4) à verdade do Evangelho. 

Ore para que Deus os convença de Seu amor por eles e sua necessidade de salvação através de Jesus Cristo (João 3:16). 

Ore por sabedoria em como você pode ministrar a eles (Tiago 1:5). Além de orar, você também precisa viver uma vida cristã santa na presença deles, para que possam ver a mudança que Deus já fez em sua própria vida (I Pedro 3:1-2). 

por 'gotquestions'
 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Permita que o Senhor Jesus encha seu ser

Quantas pessoas parecem trabalhar só em função das férias. Toda a expectativa está focada nessas poucas semanas que se convertem no alvo e na recompensa de um ano inteiro de esforços. 

A palavra "férias" vem do latim e significa "dia de descanso ou dedicado a festas". Portanto, são dias de descanso do trabalho e dos estudos, e se não os enchemos com "festas", logo ficamos entediados.

Isso nos faz pensar em outro descanso que tanto as pessoas procuram. O filósofo francês Pascal disse que no coração do homem existe um vazio no formato de Deus. Se Deus não o preenche, ficamos insatisfeitos e infelizes.

O Senhor Jesus declarou que nEle há descanso para nossa alma. Ele sabe que todos ansiamos pela verdadeira paz interior, a qual só existe dentro de um relacionamento de intimidade com Ele. O que Deus nos propõe é que nos arrependamos de nossos pecados, que são o abismo entre nós e Ele, que aceitemos Seu perdão e nos rendamos a Jesus Cristo. Assim encontraremos a plenitude e o descanso que precisamos.

Aproveite as férias, descanse bastante, mas não as termine com o coração mais vazio que antes. Permita que o Senhor Jesus encha seu ser, e não importa o momento em que estiver, trabalhando ou não, atribulado ou não, você terá descanso para a sua alma.



de Boa Semente/NT2014

 

quarta-feira, 14 de maio de 2014

A paciência de Deus tem limite


Embora muitas pessoas agem como se a paciência de Deus não tivesse limites, a Bíblia mostra que haverá um ponto final na longanimidade do Senhor. 

Deus colocou um ponto final nos dias de Noé: "...o SENHOR fechou a porta" (Gênesis 7:16). Na vida de cada pessoa, a morte marca o fim da oportunidade de se arrepender e receber o benefício da misericórdia de Deus. 

A pessoa que morre despreparada não terá outra chance (Lucas 12:20-21; 16:24). Hebreus 9:27 nos assegura que o julgamento vem depois da morte. Seremos julgados pelas coisas feitas no nosso único corpo (2 Coríntios 5:10). 

Doutrinas de purgatório e reencarnação, que oferecem uma outra oportunidade para se arrepender ou se aperfeiçoar após a morte são doutrinas falsas que contradizem as Escrituras

Quando Jesus voltar, todas as pessoas serão chamadas ao julgamento, para receber ou a vida ou a morte eterna (João 5:28-29).

por DennisAllan 

 

terça-feira, 13 de maio de 2014

Quando Deus perdoa, nova vida surge!


Deus despertará nova vida, as pessoas ficarão velhas, e as crianças brincarão novamente nas ruas, livres e desimpedidas e não ameaçadas pelo terrorismo (cf. Is 65.19ss). Hoje quase não conseguimos imaginá-lo, mas um dia isto acontecerá.

Mas não só a cidade despertará para uma nova vida, não só as pessoas nem só as nações, mas também a terra e o campo:


“Mas, agora, não serei para com o restante deste povo como nos primeiros dias, diz o Senhor dos Exércitos. Porque haverá sementeira de paz; a vide dará o seu fruto, a terra, a sua novidade, e os céus, o seu orvalho; e farei que o resto deste povo herde tudo isto” (Zc 8.11-12). 

Quando Deus perdoa, nova vida surge! Deus perdoa o pecado dos homens, mas também anula a maldição da terra, o que terá como conseqüência a restauração da natureza: “...e tirarei a iniqüidade desta terra, num só dia. Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, cada um de vós convidará ao seu próximo para debaixo da vide e para debaixo da figueira” (Zc 3.9-10). 

[...]

por Norbert Lieth 

 

segunda-feira, 12 de maio de 2014

O Grande Médico deseja restaurar a nossa saúde e integridade espiritual


“Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico e sim os doentes; Não vim chamar justos, e sim pecadores” (Marcos 2:17).

Nossas doenças mais sérias não são físicas, mas sim espirituais. Somos machucados mais pelos males do nosso caráter do que pelas doenças do corpo. E é com a retirada destes pecados do coração que Deus se preocupa. O Grande Médico deseja restaurar a nossa saúde e integridade espiritual.

Se quisermos melhorar, temos de ser honestos e abertos à verdade sobre o nosso caráter atual. Nem mesmo o Grande Médico pode nos ajudar se não estivermos dispostos a sermos examinados. 

Tentar esconder os nossos sintomas e fingir que não há nada de muito sério errado conosco apenas terá o resultado de piorarmos. Um diagnóstico correto nos tornará mais humildes, de certo, mais ainda devemos procurar saber toda a verdade. 

A oração de Davi é a de um homem honesto: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração...vê se há em mim algum caminho mal” (Salmo 139:23-24). Devemos desejar a ver nós mesmos da maneira que Deus nos vê.

por Gary Henry


sexta-feira, 9 de maio de 2014

Orar é falar com o Senhor

Pr Elias R. de Oliveira
A oração consiste em manter comunhão com Deus. A fé nos faz entender que Deus existe, é um ser real que pode e quer ouvir-nos.

Simplificando: orar é falar com o Senhor, expondo nossa gratidão, felicidade, adoração, necessidades e buscando socorro quando necessário.

O Espírito de Deus que habita nos corações dos santos deixa-nos continuamente ligado ao Eterno, possibilitando-nos falar com Ele a cada instante, independente do lugar onde estejamos. Por exemplo: andando pelas ruas, dirigindo, numa fila de banco, trabalhando, etc. (Pode-se orar em voz audível ou apenas em espírito.) Experimente e verás que tua comunhão com o Pai se estreitará maravilhosamente.

A oração é ordenada por Deus, sem oração não há comunhão

“Buscai o SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”. Is 55.6

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Precisamos da sabedoria de Deus para suportar as provações

Deus opera em um plano completamente diferente do plano dos seres humanos. Ele tem um conjunto diferente de valores e maneiras diferentes de agir e de reagir. Ele quer que nós abracemos Sua verdade, caminhemos com Ele e entendamos para onde Ele está indo.

Precisamos da sabedoria de Deus para suportar as provações. Também precisamos de fé. Devemos estar dispostos a confiar em Deus, humilhando-nos debaixo de Sua poderosa mão, para que Ele nos erga e nos leve à maturidade.

Você está com problemas financeiros, situações difíceis de saúde, dificuldades em casa? Então, ajoelhe-se e peça que Deus lhe proporcione o que você precisa. Dê os passos indicados em Sua Palavra e aguarde por Ele (Tg 5.7). 

Enfrentar provações requer persistência paciente, que confiemos em Deus no dia-a-dia e que aguardemos que Ele faça com que as coisas aconteçam.
[...]

Richard D. Emmons 


 

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Não podemos desanimar

Antes de morrer, Josué, servo do Senhor que encaminhou o povo de Deus na conquista da Terra Prometida, lançou um forte desafio aos seus irmãos israelitas: “Agora, pois, temei ao Senhor e servi-lo com integridade e com fidelidade; deitai fora os deuses aos quais serviram seus pais dalém do Eufrates e no Egito e servi ao Senhor. Porém, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24:14-15).

Independente da resposta dos seus irmãos, Josué estava disposto a servir ao Senhor. Da mesma forma que somos encorajados pela atitude de bons irmãos em Cristo, às vezes ficamos desanimados com a falta de esforço e compromisso de alguns, ou mesmo pela total queda de outro. Devemos observar o bom exemplo de Josué que estava disposto a servir a Deus independente da resposta dos seus queridos irmãos. Não podemos desanimar.

Também não devemos deixar de repreender, corrigir e encorajar esses irmãos, com todo desejo que sirvam ao Senhor com integridade (Galatas 6:1-5). Mas, devemos deixar cada um tomar sua decisão. Não podemos decidir pelo outro. Josué tomou a sua decisão. O povo também (Josué 24:16-25). E aquela geração foi fiel ao Senhor (Josué 24:31 e Juízes 2:7-10).

Que todos sirvamos ao Senhor com integridade e fidelidade.

–por Alessandro B. F. da Costa
 
 

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Deus quer que você seja exatamente como Jesus!



E se, por um dia, Jesus se tornasse você?
Acordando na sua cama, andando com os seus sapatos, assumindo a sua agenda? Com uma exceção - nada muda na sua vida. Nem as suas circunstâncias. Nem a sua agenda. Nem os seus problemas. Somente uma mudança ocorre! As prioridades dele governam as suas ações. O amor dele direciona o seu comportamento.

Como você seria? As pessoas perceberiam uma mudança? E quanto aos menos afortunados? Você os trataria da mesma maneira? E os seus amigos? Eles detectariam mais alegria?

Pare e pense na sua agenda. Obrigações. Compromissos. Horários. Algo mudaria? Continue trabalhando nisso por um momento. Ajuste as lentes da sua imaginação até você ter uma imagem clara de Jesus conduzindo a sua vida. Então enquadre a imagem. O que você vê é o que Deus quer. Ele quer que você “pense e aja como Cristo Jesus”. Deus quer que você seja exatamente como Jesus!

“E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito” (2 Coríntios 3:18).


Max Lucado
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...